Leilane chegou a 13 mil questões em menos de três meses

Início » Aprovados » Leilane chegou a 13 mil questões em menos de três meses
By | 2018-07-05T10:20:56+00:00 05 de julho de 2018|Aprovados|

Olá, meu nome é Leilane Verga, tenho 23 anos e sou formada em Biomedicina pela Universidade Estadual de Maringá.

Fui aprovada nos concursos do Instituto-Geral de Perícias do Rio Grande do Sul -IGP-RS – área 11 (1º lugar), Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina – IGP-SC – Perito Bioquímico (1º lugar), Polícia Civil do Paraná para o cargo de Químico Legal (2º lugar), e na primeira fase da Polícia Civil do Distrito Federal- PCDF em Ciências Biológicas (9º lugar).

Minha história de concurseira começou em 2015, depois que voltei de um intercâmbio e precisava pensar no que gostaria de fazer após a faculdade.

Nesse mesmo ano, 2015, saiu o concurso para Perito Criminal da Polícia Civil do Distrito Federal e abriu um cursinho para perícia na minha cidade.

Achei que pudesse me interessar pela área, foi uma decisão minha, mesmo, sem influência de ninguém.

A prova para a PC- DF foi 2016 e fiquei empatada em 9º, dentre mais de 1600 candidatos. Infelizmente, fui reprovada no Teste de Aptidão Física.

Mas, essa colocação foi essencial para que eu percebesse que estava no caminho certo.

Entrega total

Nos anos de 2015 e 2016, eu precisei conciliar faculdade integral e os estudos.

Porém, a partir de janeiro de 2017, eu resolvi que precisava me dedicar integralmente ao meu objetivo, então, passei a me dedicar aos estudos numa rotina intensa.

Abri mão de praticamente toda minha vida social para poder estudar mais, além de ter que eliminar qualquer outro gasto para poder investir em materiais de estudo, já que não tinha fonte de renda.

Em 2017, prestei o concurso da Polícia Científica do Paraná, e conquistei a aprovação em 2º lugar.

Aprovada em 1º Lugar

Ainda em 2017, saiu o concurso do Instituto de Perícias do Rio Grande do Sul- IGP- RS e fiquei em 1º lugar para o cargo Perito Criminal. Também fiquei em 1º lugar no concurso do IGP de Santa Catarina, cargo de Perito Bioquímico. Esse foi meu maior desempenho em concursos (nota 9,08)! Foram mais de 2300 candidatos.

Para esse concurso,minha maior estratégia. Resolvi cerca de 13 mil questões em menos de 3 meses, o que foi minha principal estratégia de estudo, já que tinha pouco tempo disponível.

Nessa época já tinha menor tempo disponível para estudos, e precisei conciliar trabalho e estudos, pois comecei a trabalhar formalmente em um laboratório da minha cidade no mês da prova.

Durante os estudos para esse último concurso, comecei a trabalhar também como Coach.

As dificuldades

Para mim o mais difícil foi ter que diminuir muito meu tempo com a família e amigos.

Já que “só estudava”, me sentia na obrigação de aproveitar cada minuto que eu tinha, então estudei o máximo que podia todos os dias. Só parava quando estivesse realmente cansada.

Desistir? Jamais!

Nunca pensei em desistir.

Já iniciei meus estudos com a consciência de que seria uma longa e árdua jornada, talvez, por isso, nunca tenha passado pela minha cabeça desistir, mesmo diante das dificuldades.

Muitas vezes duvidei de mim mesma, não sabia se seria capaz de chegar perto de passar, ainda mais por só ter feito um outro concurso até então, mas não cogitei parar.

Acredito que apesar de todos os sacrifícios, esse novo “mundo” dos “concurseiros” em que entrei me trouxe muitas alegrias, amigos novos, um autoconhecimento que não teria obtido de outras formas.

Para mim, cada erro, dificuldade, obstáculo, era uma oportunidade de testar meus limites e ser melhor.

Sempre tentei encarar qualquer decepção com positividade, e transformá-las em coisas boas.

Mesmo a reprovação no TAF (teste de aptidão física) na PCDF não vi como uma decepção e, sim, como uma conquista ter chegado tão longe no primeiro concurso, coisa que jamais acreditei que seria possível.

Isso só me fez ver que só dependia de mim, que com muito esforço eu conseguia alcançar a tão sonhada a aprovação, mesmo após uma reprovação.

Apoio essencial

Tive muita sorte de ter uma família que sempre me apoiou, emocionalmente, financeiramente, que entendia quando não podia estar presente porque precisava estudar.

Meus amigos também foram essenciais na minha trajetória. Sempre me apoiavam e vibravam com minhas conquistas, apesar da minha ausência.

Também pude conhecer muitos colegas concurseiros de toda parte do Brasil, que se tornaram amigos e tiveram papel muito importante nessa preparação. Afinal, ninguém entende a luta tão bem quanto outros que estão nela.

Método de estudos

Sempre mudei bastante meus métodos de estudo, variando entre os editais ou disciplinas.

Não tive um método fixo e acho que isso foi importante pois quando algo parecia não funcionar, eu tentava outros métodos para melhorar meu desempenho.

Comecei fazendo cadernos e resumos à mão, e a maior modificação que fiz foi tentar eliminar ao máximo essas práticas, e passei a fazer muitos exercícios como forma de revisar as matérias.

Também sempre montei meu próprio material, assim tinha uma fonte única de estudo para cada disciplina.

Acho que a experiência conforme fazia concursos, aliada a essa flexibilidade em mudar meus métodos de estudo foi o que me fez evoluir tanto em poucos meses.

Enquanto estava na faculdade, estudava no máximo 3 ou 4 horas por dia. Como em 2017 tive a oportunidade de estudar em tempo integral, estudava em torno de 9 a 11 horas por dia.

Nesse tempo de estudos, percebi uma grande evolução depois que comecei a fazer milhares de questões das matérias, principalmente via Qconcursos.

Fazia cada vez mais questões e menos teoria, chegando ao recorde de 10 mil questões em dois meses e meio de estudos para a prova do Paraná.

A ferramenta indispensável

Hoje posso dizer com propriedade que o QConcursos.com foi um grande aliado na conquista dessas aprovações.

Fazia as questões e sempre via os comentários dos outros assinantes e dos professores.

Acho ótimo que os alunos possam colaborar e comentar, o que eu tentava fazer sempre que podia.

O aplicativo do Qconcursos também era uma mão na roda para quando precisava viajar ou fazer algo fora de casa, já que podia baixar as questões e aproveitar meu tempo.

Não usei os simulados ou as estatísticas, pois montava minha própria tabela de erros/acertos das questões.

Tocando a vida

Fui nomeada para a
Agora, a maior parte do meu tempo é dedicada a ajudar outras pessoas com os estudos e a administrar meu Instagram dedicado a concursos (@concurseira_pc).

Ajudando os outros

Logo após conquistar o primeiro lugar no concurso do Rio Grande do Sul, comecei a ajudar outras pessoas na preparação para concursos de perito, unindo o útil (estava desempregada) ao agradável (sempre gostei dessa parte de organização de estudos).

Ao mesmo tempo também estudava para o concurso do IGP-SC, que abriu logo em seguida.

Continuarei como coach e executarei um dos melhores papéis para o qual me preparei: servir ao cidadão!

Mensagem aos colegas de estrada

Minha dica é que não duvide de si mesmo, não dê desculpas e nem dê ouvidos a comentários negativos.

Acredite no seu sonho, dê seu melhor dia após dia, por menor que seja o seu tempo disponível ou seus recursos. Quem tem persistência e dedicação faz acontecer!

Comentários