Aprovado no concurso ANS foi à “sofrência” mas com final feliz

Início » Aprovados » Aprovado no concurso ANS foi à “sofrência” mas com final feliz

Além das estatísticas do QC, os comentários dos alunos e professores da comunidade QC foram primordiais para sanar as dúvidas e consolidar o meu aprendizado

By | 2017-09-05T18:09:31+00:00 08 de setembro de 2017|Aprovados|

A história a seguir é do aprovado no concurso ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), Alexandre Baêta, no cargo de técnico Adminstrativo. Acompanhe e descubra o caminho para o sucesso dele.

O início

A minha trajetória no universo dos concursos públicos iniciou-se em julho de 2014.

O Brasil começava a experimentar os primeiros sinas da crise econômica que o assolaria os anos seguintes.

As previsões do cenário pós Copa do Mundo começaram a se concretizar.

Muitas pessoas começaram a perder seus empregos e eu fui apenas mais um daqueles que perderiam seu lugar no mercado de trabalho.

Mas, ao invés de me desesperar, encarei essa situação crítica como uma grande oportunidade.

Resolvi estudar para concursos públicos e brigar por um cargo que me oferecesse segurança, estabilidade e bons salários. Meu sonho era me tornar um servidor público federal!

Nessa época, eu estava terminando minha segunda graduação. Eu fazia o curso de Administração e percebi que havia muitos cargos federais para área administrativa.

E foi essa a carreira que decidi buscar. Sites especializados, como o QC, foram úteis nesse início, para me orientar a focar os estudos uma área específica. Afinal, um bom projeto de aprovação inicia-se com enfoque em uma carreira.

As dificuldade para o alcance dos objetivos

Como eu era casado e tinha um filho de 3 anos, ficar sem trabalho e sem dinheiro era algo muito difícil.

Eu precisava encontrar logo, outra fonte de renda. Mas não queria voltar a ser refém da instabilidade econômica e dos baixos salários ofertados pela iniciativa privada.

Apesar de ser bacharel em ciência da computação e de estar no mercado privado há quase 16 anos, a sensação que eu tinha era de que não ganhava um salário compatível com a minha capacitação técnica e nem tampouco proporcional a quantidade de horas trabalhadas e com minha produtividade.

Então, eu sentia uma pressão muito grande sobre mim, pois sabia que eu precisava vencer.

Falhar não era uma opção, pois eu tinha pessoas cujas sobrevivências dependiam diretamente da minha renda.

As complicações e o aumento da pressão para desistir

Apesar da minha motivação e da minha vontade de prosseguir nos estudos, muitas intercorrências se opuseram entre mim e o meu sonho.

Já no início de 2015, eu havia sido aprovado em dois concursos, mas ainda não havia sido nomeado.

A falta de recursos financeiros me conduziu ao término do meu casamento.

Sem dinheiro, eu precisei voltar a morar com minha mãe e as poucas reservas financeiras de que dispunha eram suficientes apenas para custear algumas despesas do meu filho.

Isso também me fez trancar a faculdade de Administração. E, para piorar ainda mais as coisas, se é que isso possível, o governo federal anunciou, ainda no primeiro semestre de 2015, a interrupção do ciclo de nomeações e de realização de novos concursos.

O meu desespero, neste momento, foi total. Sem dinheiro, sem família, sem trabalho, sem renda e sem perspectivas, eu comecei pensar em desistir.

Eu me via voltando, de cabeça baixa, para o mesmo lugar que havia deixado um ano antes.

A vitória da persistência, do planejamento e da fé

Eu já utilizava o Qconcursos há algum tempo, mas não explorava todos os seus conteúdos.

E lendo, no site do QC, uma matéria de um especialista em concursos, percebi que o Brasil seguiria em frente e que os concursos seriam retomados.

E quando as provas voltassem a acontecer, aqueles que não desistissem de seus estudos, estariam mais bem preparados e teriam melhores chances de vencer.

Assim, formulei uma boa estratégia de estudos, realizando centenas de questões por dia e fazendo revisões pontuais dos conteúdos nos quais eu tinha maiores dificuldades.

Tudo isso com a ajuda do QC. Apeguei-me à minha fé, ao meu filho, ao apoio incondicional de minha mãe e aguardei, por mais algum tempo, a realização de novos concursos.

A estratégia de estudos

Eu estudava aproximadamente oito horas por dia. Inicialmente, eu lia muitos materiais, livros e apostilas.

Depois que consolidei a base teórica, parti para a resolução de questões que é, de fato, a única forma de auferir o conhecimento e preparar-se para as provas.

Ao longo da minha preparação, entre 2014 e 2016, eu resolvi, pelo Qconcursos, mais de 24 mil questões, de diversas disciplinas.

As estatísticas do site foram extremamente úteis para identificar os pontos fortes e pontos de atenção.

Além das estatísticas, eu recorria sempre aos comentários dos alunos e professores da comunidade QC.

Essas dicas, presentes nos comentários, foram primordiais para sanar as dúvidas doutrinárias mais complexas e consolidar o meu aprendizado.

Era muito cansativo estudar tantas horas diárias, seis dias da semana e ficar longe do meu filho.

Mas a vontade de vencer era maior que os desafios que se apresentavam.

O resultado

Enfim, no segundo semestre de 2015 vieram novas provas. Eu as fiz e consegui, ao todo, oito aprovações. No início de 2016 eu já havia sido aprovado em concursos de grande destaque:

  • DATAPREV,
  • BR Distribuidora,
  • DPU,
  • TRT-MG,
  • MPOG,
  • CODEMIG,
  • ANS.

Consegui, ainda, uma bolsa de estudos integral, por ter sido o primeiro colocado em um novo vestibular e terminei meu curso de administração.

Hoje, em 2017, tenho muito orgulho de dizer que sou um servidor público federal.

Fui aprovado em sétimo lugar e tomei posse na Agência Nacional de Saúde Suplementar, uma agência reguladora cuja missão é de grande importância para o bem-estar sociedade brasileira.

Moro no Rio de Janeiro, com meu filho e minha atual esposa, que são, junto com minha mãe, os grandes amores da minha vida.

E posso dizer que, graças ao apoio das pessoas que me amam, à minha dedicação, à minha fé em Deus e ao apoio do QC, hoje, eu sou um vencedor.

E agora, além de servidor público feral, sou professor de Administração para concursos e atuo como coach, ensinando os meus métodos de estudos para outros estudantes, em todo Brasil.

Pretendo continuar estudando, preparando-me para novos desafios no âmbitos dos concursos públicos e aperfeiçoando, cada vez, meus conhecimentos como professor.

Quer estudar para a ANS? Então, veja tudo o que o QC tem para você aqui

Comentários